segunda-feira, 23 de maio de 2011

Se metade dos professores "não trabalha", fazer o quê?*

Se metade dos professores do Estado "não trabalha", como afirmou hoje pela manhã o secretário-chefe do Gabinete Civil do RN, Paulo de Tarso Fernandes, a sociedade precisa saber o porquê

- Não  trabalha por problemas de saúde?

- O que estaria causando esses problemas de saúde em massa?

- Se são problemas forjados, quem os ajuda no embuste e quais as medidas quanto às supostas fraudes?

- Se a professora Amanda Gurgel está fora da sala de aula há tempos e o governo entende que é uma farsante, como educadora, quais providências vai tomar contra ela?

Nota do Blog - Engraçado... há poucos meses, dois senadores do Rio Grande do Norte pediram licença do Senado, alegando "problemas de sáude" e necessidade de tratamento, de modo a "legalmente" permitirem a posse de seus suplentes.

Lamentavelmente, parcela considerável da mídia não mostrou o mínimo rigor em cobrá-los por mais zelo pelo mandato e respeito ao próprio cidadão.

O Governo Rosalba Ciarlini continua errando feio na aposta do confronto e na desqualificação do servidor público.

Dificulta o diálogo com tamanha intolerância.

Pobre RN!



Um comentário:

  1. Não sou mais professor, infelizmente, mas defendo a classe até o fim!

    ResponderExcluir